Injeções para cães alérgicos ou gotas?

Um estudo apresentado no Congresso Mundial de Dermatologia Veterinária, em Vancouver, British Columbia, mostra que pingar gotas anti-alérgicas sob a língua de um cão pode ser tão eficaz quanto as injeções anti-alérgicas designadas para o controle das alergias de pele, chamadas também de dermatopatias.

Os cães alérgicos a poeira doméstica, pólen de flores, e demais alérgenos,  foram tratados com doses de imunoterapia , onde pequenas doses do alérgeno (antígeno que provoca resposta imune) foram fornecidas com o intuito de treinar o sistema imunológico

Mas e se eles pudessem simplesmente obter gotas anti-alérgicas ao invés de injeções?

Cerca de 60% dos cães tratados com gotas tiveram uma melhora significativa. Como as gotas agem através de um diferente mecanismo, também se obteve sucesso com os cães que não responderam a injeções anti-alérgicas. As gotas também parecem ser mais seguras, pois não levaram a reações anafiláticas, que são raras, mas potencialmente fatais, como acontece no caso das injeções.

Embora as gotas precisem se administradas uma a duas vezes por dia durante meses, elas mostraram maior vantagem no tratamento em relação as injeções.

Além disso, as gotas possuem um doce sabor suave, sendo muito mais aceitas.

Artigo original: Oral drops for dog allergies pass another hurdle

Leitura complementar:

Tradução do Blog: http://dawgbusiness.blogspot.com.br/2012/08/veterinary-highlights-no-more-allergy.html

Sobre drpatinhas

Médica Veterinária
Esse post foi publicado em Dermatologia. Bookmark o link permanente.