A importância da Fisioterapia – Caso Meggy – Colocefalectomia

Após 07 dias de cirurgia, iniciamos a fisioterapia. O número de sessões necessárias, são estabelecidas pelo médico veterinário fisioterapeuta, de acordo com o tipo de lesão, trauma, cirurgia, etc. Neste caso, a média foi de oito sessões como uso de agulhas que são presas a eletrodos que emitem impulsos elétricos ao corpo, exercitando o músculo (figura 1), o ultra – som que promove um aumento da extensibilidade de estruturas colágenas, aliviando a dor e diminuindo a rigidez muscular, reduzindo espamos, aumento da circulação sanguínea, regeneração tissular e de tecidos moles, melhorando também os processos inflamatórios (figura 2). Na (figura 3) temos o laser, com propriedades terapêuticas importantes como, tróficoregenerativas, anti-inflamatórias e analgésicas. O laser promove um aumento na microcirculação local, na circulação linfática, proliferação de células epiteliais e fibroblastos, assim como aumento da síntese de colágeno, fazendo com que haja maior rapidez do processo reparacional (quadros de pós-operatório, reparação de tecido mole, ósseo e nervoso), quadros de edema instalado (onde se busca uma mediação do processo inflamatório), ou nos quadros de dor (crônicas e agudas).

fisiomeggy

Sobre drpatinhas

Médica Veterinária
Esse post foi publicado em Ortopedia e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.